terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Crise de Credibilidade da Igreja


Infelizmente a Igreja de Cristo em nossos dias tem sofrido uma grande crise de credibilidade, através dos tempos a igreja tem sido alvo de grandes perseguições, quer seja no seu próprio seio, ou advindo de forças externas a ela.

Sempre aqueles que se mantiveram fiéis aos princípios bíblicos, foram ferozmente perseguidos e muitas vezes dizimados em todos os lugares, como Jesus profetizou. ” Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. (Mateus 24:9”), e esse sempre foi o preço pago pela verdadeira Igreja de Jesus Cristo e perfeitamente compreensível, já que o Mestre varias vezes advertiu.

Quando falamos de crise de credibilidade em nossos dias, não é porque a Igreja esteja sendo perseguida nesse sentido, por se manter fiel a palavra de Deus e sim por sucessíveis escândalos no seio da Igreja, e nos colocamos a pensar; O que está causando essa crise na Igreja no Brasil?
Não temos a pretensão de exaurir o tema, até porque não temos competência para isso, entretanto, temos a liberdade de pensar e fazermos nossas ponderações como um ser que recebeu a capacidade dada pelo criador de raciocinar.

Gosto muito de me mirar nos exemplos do passado, para aprender e não incorrer em erros no presente ou no futuro, quando então me proponho a analisar algo que diz respeito ao povo de Deus, que é a Igreja atual, não posso fazê-lo sem olhar para o história do povo de Deus no Velho Testamento, é claro que de forma bem simples para que todos possam entender.

Vejo que no Velho Testamento muitas vezes o nome de Deus era escarnecido entre as nações, porque o “seu povo”, era desobediente e não procedia da maneira como Deus os instruía, chegando a ponto de Deus dizer “E agora, que tenho eu que fazer aqui, diz o Senhor, pois o meu povo foi tomado sem nenhuma razão? Os que dominam sobre ele dão uivos, diz o Senhor; e o meu nome é blasfemado incessantemente o dia todo. (Isaias 52:5)”.
Sempre que lideres desobediente a Deus se levantavam para dominar sobre o povo de Israel, eles encaminhavam pelo caminho da desobediência e consequentemente do escárnio das outras nações ao nome de Deus.

Lideres inconsequente levam o povo a inconsequências, que foram danosas ao povo de Israel no passado e hoje desencaminham a Igreja do Senhor.
Muitos são os argumentos que poderiam ser elencados para esclarecer o que externamos aqui, entretanto vamos analisar apenas um ponto, que no nosso entender e de fundamental importância.

Como entendemos que é essencial para uma Igreja saudável, que ela tenha lideres saudáveis, e para ser ter lideres que dignifiquem o titulo de autênticos representantes de Deus, se faz necessário que a formação desses lideres seja levada mais a sério, algo que não vejo em nossos dias.
As instituições formativas muitas vezes só visam lucros, Instrutores muitas vezes incrédulos e apenas empregados, assim como muitos que sem nenhuma vocação ou chamado, apenas buscam empregos seguros e regalias, mas, não vou pormenorizar esses e outros temas, expressarei apenas um argumento que considero crucial.

Nos Seminários hoje a palavra de Deus perdeu a importância, se um aluno fizer um trabalho e fundamentar seus argumentos, apelando para o que disse Paulo, Pedro ou mesmo Jesus Cristo, esse argumento não é aceito, ele vai ter que apelar para o que disse fulano ou sicrano no seu livro tal e tal e etc e tal. Antigamente era importante você analisar o texto na língua original, argumento históricos,  bem, o texto Bíblico é que era importante, agora não, as pessoas se formam, sabendo tudo o que os homens dizem e nada do que Deus disse.

Que Deus nos Abençoe

Sebastião Sena 23/01/2018

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Todas as Nossas Ações Trazem Consequências


Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo. (Eclesiastes 11:9)

Esta semana durante o culto domestico,realizado em uma reunião familiar, fomos analisar essa uma passagem bíblica em que Jesus diz:"...Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me."

Aproveitando a oportunidade, tentamos explicar da maneira mais simples possível o que estava sendo afirmado pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Gostaríamos de compartilhar aquele momento com os nossos ouvintes e leitores.

Falávamos como é difícil a gente se negar, negar a nós mesmos aquilo que nos dá prazer, por exemplo, um belo churrasco, já imaginou aquela costelinha escorrendo gordura, ou aquela picanha suculenta, e para os que preferem uma bela linguiça e tantas outras delicias que fazem um belo churrasco.

Para aqueles que não gostam de churrasco, as vezes são convencidos por belas iguarias de chocolate, doces ou outras iguarias que viram as cabeças e despertam o paladar.

Pois bem, essas coisas são maravilhosas e satisfazem nosso prazer, mas, elas também nos trazem consequências, taxas altas, triglicerídeos, diabetes, hipertensão, infarto, AVC, e etc... e para não sermos devorados precisamos renunciar aos nossos desejos "guloseímicos", o que não é fácil.

A mesma coisa acontece na vida espiritual, os desejos carnais são muito atrativos para todos nós, a nossa vontade carnal é extravasar todos os pecados que nos são apresentados. Certamente essas coisas nos trarão uma satisfação momentânea, entretanto, precisamos saber que isso nos trará consequências.

Além das patologias provenientes de vidas desprovidas da vontade de Deus, consequentemente dominadas pelo pecado, vem a pior de todas as sequelas, a condenação eterna, ou seja, separação eterna do seu Criador.

E exatamente isso que o sábio nos adverte em Eclesiastes: "anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo" . Portanto não esqueça, todas as nossa ações trazem consequências, algumas serão terrenas e passageiras, outras serão célicas e eternas.

Que Deus nos abençoe

Sebastião Sena

sexta-feira, 30 de junho de 2017

A Pérolas da Salvação


Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.
(Isaías 53:4-6)


Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas. As pérolas são feridas curadas. Pérolas são produto da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia. A parte interna da concha de uma ostra é uma substância lustrosa chamada nácar.

Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola é formada. Uma ostra que não foi ferida de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas idéias já foram rejeitadas ou mal interpretadas? Você já recebeu os duros golpes da indiferença? Então, produza uma pérola. Cubra suas mágoas e as rejeições sofridas com várias camadas de amor.


Essa semana ao me deparar como essa ilustração, apesar de ela falar sobre relacionamentos interpessoais, eu não pude deixar de ver nela a redenção que nos foi outorgado por Jesus Cristo.

Fico pensando em todo o sofrimento de Jesus Cristo na cruz do calvário, sofrimento que produziu a pérola da redenção, para que hoje eu você pudêssemos desfrutar da joia rara e preciosa que é a salvação eterna, foi necessário o sofrimento da ostra, para produzir algo tão maravilhoso.

Assim como muitos ignoram que para ser produzida uma linda pérola, a ostra precisa ser ferida, muitas pessoas se negam a reconhecer que para a pérola da salvação possa ornar o nosso pescoço, foi necessário que o filho de Deus sofresse os ferimentos da cruz.

Creia nisso e valorize o sacrifício que Jesus fez no meu e no seu lugar

Que Deus nos abençoe.

Sebastião Sena